segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Perdi

Anseio tanto em ser amada, tocada com desejo, ternura e pecado. Sentir e ser sentida, engolir e ser engolida pela paixão que tanto preciso para viver.
Mas..........
Já não me amo, nem me desejo, perdi... Perdi o meu amor para sempre. Esta já não é mais a minha vida. Só não parto porque não sei como ir e tenho medo da dor ao partir.
Lembro-me muito bem de amar e ser amada, e cada vez que me lembro dói mais, tanto que as lágrimas percorrem o meu rosto mas não precorrem o meu corpo esquecido.
Como é bom dar a mão, beijar acordar ao seu lado, sentir que não estamos sós e que todos os dias amamos sem medo. Eu amei com medo, com muito medo de perder.
Eles venceram!
Perdi-me por amor e por amor não me encontro.
Algures ainda procuro salvar a minha vida.