quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Sobreviver

Não consigo encontrar resposta, para tamanha solidão.
Deixa-me de rastos sem encontrar a solução.

O amor que me resta não me segura mais aqui.
Desejo partir para longe de mim.

Acreditar em quê? Nada que me dizem faz qualquer sentido.
São apenas palavras falsas, e eu apenas oiço um gemido.

Era eterno no que acreditei.
Mas acordei no escuro e nada mais encontrei.

Somos o somos, e nada mais poderemos ser.
Apenas coisas no escuro a tentar sobreviver.

É lento o processo, processo este de transformação.
Saber viver não custa, o que custa é viver na multidão.