terça-feira, 10 de julho de 2012

L'ORÉAL PARIS I

Para meu grande espanto, quando hoje vou a passar no metro vejo duas meninas vestidas de maiô preto com uns sapatos altíssimos, daqueles usados para danças de varão, e um senhor no meio completamente vestido, logo aqui a discriminação, a distribuírem amostras.
Primeiro pensei, abriu alguma sex shop por aqui, mas quando deparo que estão numa campanha para a L'ORÉAL.
Fiquei chocada! Ao que esta empresa chegou para vender os seus produtos.
Liguei para a L'ORÉAL e falei com um senhor extremanente bem educado, mas que não estava preparado para defender a sua campanha. Apenas me disse que estavam a seguir uma campanha que estava a passar mundialmente através da imagem da Jennifer Lopez e o produto é para o cabelo.
Disse-lhe, se não sabia que a aquela cantora/atriz, tem à sua volta uma equipa enorme e super profissional a cuidar da sua imagem e não seria desta forma que esta senhora estaria no metro a distribuir amostras.

As meninas que lá estavam, representavam uma forma triste e decadente, a sociedade actual. Fiquei triste em ver as meninas a serem utilizadas desta forma. Porque eu sou mulher e senti-me explorada, já mete nojo a maneira como usam a abusam da imagem da mulher em certas campanhas publicitárias.
É que fiquei mesmo chocada, olhem que para me chocar é preciso muito.
Os homens a babarem-se pelas meninas, que estes homens nem o target são para esta campanha. Afinal eles não usam produtos desta marca, e pelo aspecto do seu cabelo, não usam produtos alguns.
IDEIAS:
Colocassem as meninas bem vestidas e com uns penteados extravagantes e clássicos, isso seria bonito e diferente de se ver, e mais, atraía as mulheres.
A mulher que passava,  teria que pensar eu quero ter um cabelo assim!
Ali mais parecia estarem a fazer propaganda ao pernil, rabo, etc, tudo menos ao cabelo.

A ideia surgiu:
Se se vir o "anúncio" por completo, entende-se, mas isto é para a televisão. J LO é mulher marcante da actualidade, ELA É O ESPECTÁCULO, A ESTRELA. Tudo é cuidado para não denegrir a sua imagem.
Isto não é para se colocar no Metro de Lisboa, e se fosse seria feito de uma forma diferente, chegaria a nós mulheres de uma maneira nada ordinária, como a que eu vi.
A ideia que devia ter sido utilizada:
Isto sim, uma mulher, qualquer mulher no mundo, atraentemente bem arranjada, bem penteada a distribuir as ditas amostras no metro.
E já agora o homem que estava de calças de ganga e t shirt, poderia estar de smoking.
É sempre bom logo de manhã ver algo de bonito e chique.
Agora para ver o que eu vi, desculpe, foi um atentado ao pudor e uma falta de imaginação sem igual.
A L'ORÉAL esqueceu-se para quem era direccionada esta campanha.
Claro que o povo quer amostras por tudo e por nada e quase se esfolam para adquirir uma, mas garanto que não foi para irem a correr comprar o produto.
Há muita gente por aí com muita falta de imaginação.
L'ORÉAL, não acredito!