sábado, 4 de agosto de 2012

Rasga-me a Alma!

Rasga-me a alma.
Por favor não me deixes vestida.
Liberta-me deste destino.
Desatino este em que vivo.
.....
Já escrevo o resto tenho que ir arranjar as unhas....