quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Momento Isabel Jonet

"Isabel Jonet ganhou definitivamente momentum. Para além de tudo o resto, como o excesso de carne na alimentação dos portugueses pobres, e do amor e calor com que diz praticar a caridade, ontem declarou, numa reportagem exibida na RTP1 dedicada ao problema da fome em Portugal, que não considera que uma criança que apenas consome uma refeição por dia passe fome. Essa criança ou crianças, que reconhece existirem, têm apenas carências."

Para ti que defendes esta senhora, e que tudo o que ela diz é correto, passa a dar de comer aos teus filhos uma vez por dia e depois vem falar comigo.

Porque realmente esta senhora tem que fazer um exame psiquiátrico URGENTEMENTE, e espero que ela faça o mesmo com os seus filhos, que lhes dê comer um vez por dia, tenho a certeza que os putos aguentam e se não aguentarem comam as raspas dos lápis nas aulas.

Francamente, em que planeta ou país vivemos?

Temos pessoas no governo que falsificaram os seus currículos para obterem os empregos que têm, e não são penalizados. 
Bom exemplo para os nossos filhos não acham?

As pessoas em Portugal com mais de 40 anos não conseguem arranjar emprego, porque já andam de andarilho e estão incontinentes e provavelmente estão mortas e ninguém lhes disse nada.
Excelente para os nossos filhos verem que a partir dos 40 já não se é pessoa e que o seu futuro não será tão diferente do nosso.

Temos uma senhora à frente do banco alimentar, completamente desviada da realidade, diz que não há miséria em Portugal, que basta uma refeição por dia para uma criança, e enquanto diz estas barbaridades, quase que aposto que há muita comida apodrecer nos armazéns do banco alimentar.
Mais um bom exemplo para os nossos filhos.

E nada muda apesar do país estar todo informado, nem as identidades que têm o poder para fazerem alguma coisa o fazem.

O que demonstra?
Vivemos num país de corruptos, o sr. cunha continua a ter um poder incontrolável. E até que ponto as eleições são legitimas? 
Democracia? Onde? Só se for em Marte.
A voz do povo é ignorada, abafada e os malandros continuam a mandar.
Como posso eu dizer ao meu filho que mentir é errado, se quem vence são os mentirosos.

VIVA PORTUGAL!