terça-feira, 7 de março de 2017

Toca para mim

Sabes...,
sei que me vês, que me sentes e que me lês.
Tenho saudades de te ver, sentir e de te ler.
Promessas quebradas, lágrimas indesejadas.
Mentiras não suporto, mas o silêncio é que não amo.
Respirar até morrer, ordem das coisas, mas o difícil é esquecer.
Não esquecemos o vento passado, os risos infinitos, as loucuras...enfim.
Vou rabiscando a vida e sonhado que o que podia, mais nada posso para além de mim.
Mas sabes que sinto saudades.
Toca para mim.